quarta-feira, 13 de julho de 2016

Toque físico

terça-feira, 7 de junho de 2016

Homem mulher o criou!

Segue o link de uma pregação que fiz no grupo de Jovens Sarados no Tatuapé, sobre O masculino e o feminino!


https://onedrive.live.com/redir?resid=6557D18CAF25CAF6!8525&authkey=!ADVytTTS0ykXqEQ&ithint=file%2cmp3

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Palavras de afirmação!


Elogios verbais e palavras de afirmação são poderosos comunicadores do amor. Desde algo simples como: "Como você é uma pessoa amorosa!", até mesmo um clássico: "Eu te amo!". Claro que o elogio não deve ser um recurso usado sem reflexão, deve ser algo sincero, e que diz de fato o que você acha sobre a pessoa a quem se dirige a palavra. Para que não vire uma bajulação vazia, as palavras deve carregar o tempero da autenticidade sempre. Em todos os tipos de relacionamentos uma palavras de afirmação, pode ser de grande motivação para os que tem essa linguagem de amor. E para os que não estão habituados a essa linguagem vale tentar exercita-la, pois o clima de afeto, carinho é natural em lugares e pessoas que utilizam bem esse recurso. Como também é comum um clima ruim em lugares e pessoas que reclamam e criticam muito. Principalmente em momentos de sofrimento, de inseguranças, ou incertezas as palavras de encorajamentos são alento para a alma. O Encorajamento, as palavras que edificam, requerem empatia, ou seja, buscar enxergar naquele momento com os olhos do outro, procurar saber o que é importante para ele, como a pessoa se sente, quais seus sonhos e planos.
É importante ficar a tento pois as pessoas que tem essa linguagem de amor como uma de suas principais, são mais vulneráveis a palavras que a fazem se sentir diminuída, ou desmotivada. No casamento vemos muito isso, casais que ficam muito sensíveis ao que o seu cônjuge pensa sobre ele.
Paz e bem!

domingo, 29 de maio de 2016

Linguagem dos presentes














Receber presente é uma das linguagens de expressão de amor, e vamos falar dela aqui! Quem tem essa linguagem se sente muito amado quando ganha algo, mesmo que seja algo simples. "Alguém pensou em mim!" Esse é o sentido dos presentes para quem tem essa linguagem. Principalmente se não for uma data especial, ou seja, a pessoa não estava esperando. Quem não apresenta essa linguagem geralmente têm dificuldade de compreender, pois é uma linguagem cheia de detalhes. Há aqueles que quando ganham um presente acham algum detalhe em que não ficaram satisfeitos, modelo, cor, etc. Estes provavelmente não tem presente como sua linguagem de amor principal, pois uma característica desses e não se ater tanto ao que ganhou, mas sim que alguém pensou nela. E quando em alguma data não é lembrada fica muito frustrada. Como tratamos nos artigos anteriores podemos exercitar as linguagens que ainda não temos muita prática, é buscar compreender a linguagem dos que os outros se expressam: pais e filhos, esposos, amigos, no trabalho, na familia!

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Atos de serviço



      Nessa serie de artigos estamos refletindo sobre o livro: “As cinco linguagens do amor", de Dr.Gary Chapmam, antropólogo, historiador, filósofo e terapeuta conjugal norte-americano. As cinco linguagens do amor são: toque físico, palavras de afirmação, tempo de qualidade, atos de serviço e presentes. Esse mês vamos falar sobre atos de serviço!
Cada pessoa têm uma maneira diferente de demonstrar amor! Tem pessoas que se sentem amadas quando alguém lhes ajuda em algo, ou quando elas podem ajudar o outro em alguma atividade, amar para elas está ligado primeiramente a fazer. São estas pessoas das quais as atitudes de serviço tem um peso maior do que as palavras. Um grande exemplo é o caso das mães de recém nascidos, o filho efetivamente sentira seu amor enquanto, sua mãe troca suas fraldas, amamenta-lhe, coloca-lhe uma roupinha, etc. Isso não quer dizer que não se deva dizer com palavras ao bebê sobre seu amor, claro que sim. E com o tempo a criança manifestará suas linguagens de amor, e terá algumas que lhe são mais significativas. Se seu filho tiver essa linguagem de atos de serviço como linguagem, você ao ajuda-lo a fazer um trabalho de ciências, terá significado de: "meu pai (minha mãe) me ama!".
Identificar as linguagens de amor com os quais as pessoas com quem nos relacionamos melhor compreendem, ajuda e muito no dia a dia entre pais e filhos, entre esposo e esposa, amigos, comunidade. Amar requer que saímos de nos mesmos na direção do outro, buscar desenvolver as linguagens de amor, nos enriquece em nossa capacidade de expressar o amor. Vale a pena refletir: Quais são as minhas principais linguagens? Quais as das pessoas com quem convivo? Qual eu ainda não tenho habito de exercitar? Sendo assim, mãos a obra!


segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Linguagem de Amor: Tempo de qualidade

Como iniciamos essa nova serie de artigos sobre as cinco linguagens do amor que são: Tempo de qualidade, atitudes de serviço, presentes, palavras de afirmação e toque físico.
Hoje vamos falar diretamente sobre essa linguagem chamada "Tempo de qualidade". Quem tem essa linguagem geralmente quer ser alvo da sua atenção, que lhe dedique mais tempo e possam realizar algumas atividades juntos. Como por exemplo se for um filho com essa característica, ele sentira falta que os pais façam alguma atividade exclusivas com ele, sem os irmãos, ou seja, um investimento que ele sentir-se-á amado. Se for marido ou esposa, será daqueles que gostam de conversar sem pressa, ou interrupções de celulares ou outros. Qualidade de tempo nesse caso significa dedicar a alguém sua inteira atenção, sem dividi-la. Não é sentar no sofá e assistir TV. É assentar-se ao sofá, com a TV desligada, olhar um para o outro e conversar, no processo de dedicação mútua. É dar um passeio juntos, só os dois. É ambos saírem para comer fora.

O aspecto central da qualidade de tempo é estar sempre juntos. Não quer dizer simples proximidade. Duas pessoas sentadas em uma mesma sala estão próximas, mas não necessariamente juntas. O estar junto tem a ver com o focalizar a atenção, são pessoas que gostam de conversar olhando nos olhos.
Os pequenos gestos são de grande importância especialmente para aquelas pessoas cuja primeira linguagem for qualidade de tempo, são pessoas que buscam a intimidade do coração, a partilha do seu tempo como um grande valor. Não temos apenas uma linguagem de amor, temos algumas que são mais determinantes em nossa personalidade, mas em graus diferentes. No próximo artigo trataremos das atitudes de serviço!
Paz e bem!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

As cinco linguagens do Amor!


Iniciamos essa nova série baseado em um escritor cristão chamado Gary Chapman, que propõe uma reflexão sobre a nossa capacidade de amar e sentir-se amado, como expressamos ou recebemos os gestos de amor. Como bem nos lembra Dom Bosco:“Não basta que os jovens sejam amados, é preciso que eles saibam que são amados”! Assim podemos dizer de todos os tipos de relacionamentos, na família, como casal, nas amizades. Ele divide essas linguagens do amor em cinco como veremos de forma resumida abaixo:


TEMPO DE QUALIDADE: Quem tem esse linguagem para se sentir amado geralmente valoriza o tempo dedicado a ele, a sós, sem pressa, para conversar ou mesmo para ficar passar o tempo juntos. Ouvir e ser ouvido com atenção e participação. Considera muito quando uma pessoa "perde tempo" com ela!

PRESENTES: ao ganhar um presente a pessoa se sente realmente valorizada. Ela faz questão de ser lembrada no seu aniversário, gosta de lembrancinhas. Se algum dia ficar sem o presente da pessoa querida, se sente “sem chão”. Geralmente gosta de presentear também!

SERVIÇO: a pessoa se sente amada quando se faz algo por ela, uma comida, levá-la em algum lugar, arruma a casa, lava a louça. Se sua linguagem é atos de serviço, vai valorizar bastante o trabalho.

PALAVRAS DE AFIRMAÇÃO: a pessoa tem necessidade de ouvir suas qualidades pela pessoa querida. Cada palavra soa como um refrigério na sua alma e a motiva muito. Geralmente são pessoas boas para aconselhar, ou consolar alguém.

TOQUE FÍSICO: a pessoa tem a necessidade de abraçar e ser abraçada, toque, contato físico.

Não temos apenas uma linguagem, podemos ter traços de varias delas, o importante é se conhecer bem para crescer no amor, pois muitas vezes amamos e o outro não se sente amado. Ou pode ser até mesmo que o outro nos ame e nós não nos sintamos amados. Toda essa dificuldade de comunicação faz parte do desafio de amar e ser amado, por isso busquemos compreender o que para o outro é importante, e qual as nossas linguagens que cada um de nós mais valoriza!
Paz e bem!

 
Pesquisa personalizada